International Português

Mensagem para toda a humanidade

Quero falar vos sobre a França, a verdadeira, não aquela apresentada nos mídias, tão corrupta como as nossas ; mas aquela na qual somos milhares a viver no dia a dia.

Primeiro, vou apresentar-me, meu nome é Eric Fiorile : pertenço a um pequeno grupo dos primeiros autores de denúncias revelando a existência de uma Nova Ordem Mundial (NOM) e a sua maior representação: o Club Bilderberg, que supervisiona todos os governos ocidentais ; e sou hoje o líder da resistência francesa, a única oposição declarada ao sistema político ilegítimo atual.

Em França, como em muitos outros países, há uma dissidência que se divide em dois grupos. De um lado os semi-informados, que descobriram as acções da Nova Ordem Mundial (NOM) com anomalias que lhe aconteceram as quais foram confrontados. Pode ser na área profissional como os médicos, cientistas, militares e professores; pode também resultar de problemas sociais por pesquisas encontradas na internet, ou também valores pessoais que levam a aderir a um grupo que procura soluções alternativas, como na agricultura,  na vida comunitária, crenças espirituais, ou uma participação democrática marginal.

Todos eles reencontram-se nas redes sociais e participam na difusão das informações que consideram pertinente, mas mal informados, não podem estabelecer relações entre todos os aspectos da ação da Nova Ordem Mundial e o sistema politico atual.

A outra dissidência é aqueles que estão totalmente informados, essencialmente leitores, procuradores d´arquivos, investigadores. Aqueles que encontraram uma solução aos problemas mundiais e criaram um Conselho Nacional de Transição (CNT) para a pôr em prática (falarei d´isto mais a frente). São dezenas de milhares entre outros : advogados, juristas, economistas, jornalistas, escritores, cientistas, que elaborarem um conceito que vou explicar mais tarde depois de falar- vos da França.

É para estes dissidentes muito bem informados que eu falo, porque eles vão saber fazer ligações com o seu pais e poderão avaliar a validade dos meus argumentos.

A Nova Ordem Mundial dispõe de muitas redes que se interlaçam uns nos outros : multinacionais e dos bancos servidos para organismos internacionais que eles controlam (FMI, OMS, ONU, OTAN, OMC, UNESCO, EUROPA, etc.), e seitas que fornecem os dirigentes dos países, dos organismos e das religiões.

Na Europa, é essencialmente a ordem Maçónica francesa que serve ao controlo dos países que fornecem todos os principais dirigentes das instituições selecionados da alta maçonaria aquela “ religião sem nome ”, que muitos preferem chamar “ luciferianismo” ou “satanismo” no qual o princípio essencial é “a inversão dos valores e conceitos”, e o meio para conseguir “ a mentira sistemática”

A finalidade dos dirigentes desta “Nova Ordem Mundial” é anunciado claramente nas obras literárias como em algumas declarações públicas dos seus principais membros : fazer desparecer todas as nações e todas as religiões para estabelecer uma ditatura absoluta sobre todo o planeta, impôr uma religião única: o satanismo ; assegurar-se de um poder absoluto sobre o planeta, fazendo desaparecer 90% de humanidade, como indicado sobre o monumento americano “guidestoness” erguendo em Geórgia e em fase à teoria dos mídias sobre o superpovoamento.

Para isso, é necessário lançar o “grande caos ” durante a qual todas as nações e religiões se massacram mutuamente, isso sera feito em guerras civis e de uma guerra mundial, e será ativada pelo afundamento económico associado ás epidemias, tudo isto esta lentamente programado segundo os esquemas das  “Armas silenciosas para guerras silenciosas” a partir de 2018.

Os testes económicos na Turquia, Argentina e mais recentemente Chipre e Grécia anunciam o que vai acontecer na Espanha, Portugal, Irlanda, França, etc… As vacinas que contém agentes esterilizadores são usados em África, mas também na Índia, Filipinas, e na Indonésia… sempre com a cumplicidade da OMS (Organização Mundial de Saúde), e os governos destes países. O caso que aconteceu recentemente no Quénia mostra que as vacinas são utilizadas para provocar doenças e infertilidade.

O genocídio mundial está em marcha, mas tudo isto, você já sabe, não vou enumerar todos os aspetos pelo o qual a Nova Ordem Mundial gere as populações através das seitas de cada país, seitas de onde vem sempre os políticos colocados nos lugares chave : o primeiro ministro, ministro do interior, justiça, das forças armadas, saúde, e educação. Acrescento apenas que com esta dimensão humana ligada ao poder e ao dinheiro, acrescenta-se também uma dimensão mística de origem de inúmeros escândalos de pedofilia.

Em França nós estamos particularmente visados porque o nosso país tem uma Ordem Maçónica e redes de pedófilas como cerimónias satânicas que estão tão bem protegidos pela justiça e pelas forças de ordem. Múltiplos casos foram escondidos. Escondidos en valas comuns de crianças foram descobertas e escondidas ao público. Pedófilos conhecidos sempre pertenceram as altas esféras do estado. Autores de denúncias como Corinne Gouget que denuncia os aditivos venenosos ou Claire Severac que desmontra claramente o genocídio em marcha, desapareceram duma maneira estranha, uma suicidou-se, a outra morre de uma doença fulminante, e sem contar com os jornalistas expulsos porque quiseram falar livremente. Natacha Polony é o último exemplo.

De facto pela sua posição de referência sobre os direitos humanos” na história do mundo, a França é o primeiro inimigo a abater para aqueles que querem criar uma tirania absoluta.

Depois de um breve resumo histórico, vou vos falar do que se passa realmente em França, para que vocês possam comparar com o vosso país e talvez tomar mais cuidado com algumas eventos que já se produziram ou que vão se produzir.

Depois da instauração da republica há mais de 150 anos, todos os governos franceses provém da ordem maçónica e seguem as indicações desta seita, que é supervisionada pela alta ordem maçónica internacional. Mas depois de Sarkozy, é diretamente o Club Bildeberg que dirige tudo. Sarkozy foi introduzido em França pelos serviços americanos que o impulsionaram para ao mais alto cargo do país. Primeiro retirou à França a sua independência deixando as forças armadas nas mãos dos americanos pela OTAN. A seguir lançou “as privatizações”, um meio de vender os bens do nosso património conseguindo uma boa quantia. Ele próprio vendeu uma parte das reserves de ouro (600 toneladas) aos americanos.

A seguir dividiu a força armada retirando uma parte equivalente a GNR, (Gendarmerie em francês), e colocou-a directamente sobre as ordens do ministério do interior, cargo que pertence exclusivamente à ordem maçónica. Em fim, ele violou a legislação francesa modificando ilegalmente a Constituição negando os “Direitos do Homem” que representam em França a hierarquia jurídica mais alta. Legalmente a frança não pertence à Europa porque o povo francês votou “não” no referendo em 2005, e sobre a constituição o Povo é “soberano”. Enfim, para terminar, ele organizou um golpe de estado na Costa de Marfim, beneficiando algumas multinacionais, destruindo a Lybia violando todas as regras do direito internacional e começou a revolução Síria.

Depois dele, tivemos o Holande no qual o papel era dar continuidade à venda de nosso património beneficiando os americanos, cedendo terras para criar uma base militar. A sua missão era também introduzir em política dois membros do club Bildeberg: Walls e Macron aos quais nomeou como ministros e contribuíram com as suas leis para o aumento do desemprego, da pobreza populacional fazendo desaparecer um número elevado de micro- empresas e limitar a nossa liberdade, deixando cometer no nosso próprio país 3 atentados suicidas (muitos policiais e jornalistas afirmam eles mesmo que não deixaram intervenir as forcas policias em tempo) o qual resultou  centenas de mortes francesas, os atentados foram logo atribuídos aos islamitas que permite :

1)  de aumentar a raiva contra a população muçulmana,

2) de pretender segurar e estabelecer um “estado de alerta” que anula a Constituição e os Direitos do Homem, copiando a organização feita na América com o 11 de setembro para instaurar o “patriot´act”.

No final, participou activamente à tentativa de destabilizar a Síria como vários países de Africa, obrigando à injecção forçada dos emigrantes na Europa dentro dos quais uma grande maioria homens dos 18 aos 40 anos, onde poucos são sírios, provenientes de diversos movimentos radicais e formados para o terrorismo. A imigração massiva que nós assistimos é cada vez mais perigosa que os políticos lançarem um programa para destruir as igrejas católicas e construir mesquitas, preparando uma guerra civil que vai ser muito difícil travar no tempo.

Para concluir com esta personagem, ele serviu-se de sua posição e dos meios do governo par trazer Macron como figura primordial deste cenário e assegurar a sua eleição, manipulando as mesmas. O que lhe foi muito fácil visto que foi o seu governo Walls-Macron que organizou tudo. Nenhuma possibilidade de reacção do nosso sistema jurídico, uma vez que eles anularam a sua independência através do decreto Valls de 6 de dezembro 2016.

Aliás os mais altos representantes da justiça são nomeados por eles, e aqueles que são a cabeça de “do mais alto patente da justiça são tanto implicados nos assuntos sujos que se devem calar. O último recurso, o Conselho Constitucional também foi neutralizado pela posição mais alta com um outro membro do club Bildeberg, muito famoso pela inúmeras gravidades de assuntos  judiciários : Laurent Fabius!

Depois do primeiro atentado, aquele de “Charlie hebdo”, todos os nossos direitos são suspensos. Estamos sobre uma ditadura política absoluta. Nenhum francês está em segurança na sua própria casa. Os políticos podem mandar para qualquer cidadão, sem uma ordem jurídica e sem qualquer motivo, eles podem revistar e fazer buscas do que eles querem nas casas e deter durante 6 dias, quem eles querem sem justificação nenhuma.

Policia e a GNR francesa já não são agora os “ representantes da lei” mas os mercenários privados deles! Nosso património económico e cultural desaparece e Macron está claramente aqui para terminar com a França, acabar com as vendas dos nossos bens aos americanos, como das nossas principais  instituições  públicas.

Tudo isto é considerado uma violação flagrante perante a lei françêsa que proíbe a venda das nossas grandes empresas, de modificar a constitução sem a aprovação do Povo, de suspender os Direitos humanos, de ceder os nossos segredos militares a governos estrangeiros, o de deixar leis estrangeiras organisar o nosso país, como por exemplo a lei Monsanto que proibiu os nossos agricultores de continuar a utilizar as suas próprias sementes.

Ainda mais grave é o que começa com Macron, membro do club Bildeberg e antigo associado do banco Rothschild, quer legalizar a pedofilia, obrigar as familias a vacinar os crianças pequenas e já aplicou as leis para este efeito. 11 Vacinas obrigatórias, o que é uma nova violação das nossas leis e que obriga os  pais que recusam.

Portanto ou você aceita as vacinas que envenena o seu próprio filho e que impedirão de alcançar o seu nivel intelectual normal, ou é retida a criança.

Das leis que antecedem aquelas que servirem para toda a população. Na implantação dos Implants RFID, que ja são oferecidos nas inúmeras maternidades. O seu papel é de terminar com a França vendendo as suas empresas e instituições aos americanos para deixar algumas regiões que serão supervisionadas pela Europa, outras estruturas dos mesmos dirigentes mondiais.

Sobre o sexo, todos os nossos dirigentes são manisfestamente obsecados. Eles começaram por estabelecer um programa escolar para o ensino da sexualidade desde do jardim-de-infância e incentivar os adolescentes a pornografia e desvios comportamentais na escola, programa que denúncia todos os psicologos como uma destruição mental em conexão com os estudos do programa MK Ultra.

O balanço é pesado : os franceses já não têm direitos, as leis principais como a Declaração dos Direitos do Homem e do cidadão foram suprimidos, a família perde os seus direitos sobre as crianças e todas as nossas crianças estão em perigo no desenvolvimento mental e adapatam-se a uma escolaridade que fecha o espírito em vez de os ajudar a serem felizes. No plano económico, as leis fecham-se ainda para limitar os direitos sociais, aumentar a probreza e enriquecer as grandes empresas através dos paraísos fiscais e o “ segredo dos negócios”.

No plano militar, os principais dirigentes são subtituídos por apoiantes dos francêses da Maçonaria da nova ordem mundial e a nossa armada não passa mais do que um esqueleto de armas ao serviço dos americanos via OTAN.

A Obcesão sexual, destruição da infância, redução social, privilégios das grandes empresas, mercenarismo das forças armadas da ordem, desaparecimento da justiça, desapareçimento livre da comunicação social, censura da internet, eliminação dos direitos dos cidadões, eleições falsificadas e desprezo absoluto das leis base do país, destruição cultural pela educação nacional, prepraração duma guerra civil contra os emigrantes, e pôr em prática a venda do patrimonio national como na Grécia.

E alguns ainda oussam dizer que a França não é uma ditadura !!!!!

Então aqueles que estão verdadeiramente bem informados sabem :

  • Que o problema é mundial.
  • Que o desaparecimento da França quer dizer o fim dos Direitos do Homem e que tudo na Europa só estará ao serviço dos Estados Unidos que já ocupam e controlam a Alemanha.
  • Que o melhor meio para controlar as populações é a “república” é a monarquia parlamentar, que, através dos partidos políticos permite aos maçónicos franceses manter a sua influência sobre a sociedade.
  • Que os dirigentes só se mantem porque as forças armadas renunciaram ao respeito do Direito.

É por isso, que nós, cidadões de França, criámos em 2015 uma estrutura única reconhecida pelo Direito Internacional: um Conselho Nacional de Transição, (CNT) declarado pela ONU igualmente em 2015.

Esta estrutura está legitimada desde que os dirigentes de um país não respeitam as leis fundadoras, ou, como a França, anulam a constituição por dotarem de imensos poderes. Diversos CNT estão criados nos diversos países do mundo et numeros estão em curso, na Europa, Africa e América do Sul. O conceito é aquele de um período de transição durante o qual ás populações terão o direito às verdadeiras informações e poderem decidir eles mesmo os meios para se governarem.

Se o povo da Islândia conseguiu expulsar os políticos do poder, este silêncio mediático de ordem não conseguiu consciencializar a nível internacional outros países a fazer o mesmo. Mas estamos a falar de França, do país dos Direitos do Homem, portanto é uma agitação mundial que continuará com númerosos povos que se livrarão dos seus políticos e reduzirão a nada o poder das seitas.

Em França, a resistência está ainda fraca visto que o silêncio mediático limita-nos à internet. Nós somos apenas algumas dezenas de milhares que perante os 300 membros ativos que compõem a primeira parte prevista do governo transitório. Eles estão  a postos para as suas funções. Perante eles, juristas, economistas, filósofos, cientistas, como também trabalhadores, funcionários públicos, chefs de empresas, médicos, professores, desempregados, reformados, etc.etc. que trabalharam todos em conjunto para conseguir aplicar um programa específico (utilizado por numerosos Conseilhos de outros países em curso da constituição) com os objectivos seguintes:

  • Restabelecer um estado dos direitos reabilitando a “Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão”, afim que as forças de ordem procedam a prisão dos principais dirigentes, todos sujeitos, segundo o nosso código penal, a penas de prisão superiores a 15 anos.
  • Anulação da dívida nacional uma vez que ela é fícticia e posta em rigor no imediato de uma renda universal para indireitar a economia pela criação monetária independente.
  • Execução da criação de uma verdadeira constituição redigida pelo povo inteiro.
  • Adesão a um canal de televisão afim de oferecer acesso a boas informações.
  • Libertação imediatamente de os brevetes de utilidade públicas.
  • Restauração dos verdadeiros serviços de saúde e da educação nacional.
  • Criação de um supremo tribunal de justiça baseado sobre os “Direitos Humanos Naturais”

Aqui estão os pontos essenciais que permitirão salvar a França, e que serão provalvélmente bastante útil a outros países.

França está hoje, como no fim do século XVIII, a esperança do mundo, como estes 300 cidadões são a esperança da França, o ponto de partida para uma mudança completa de um paradigma; porque ele não tem nenhuma dúvida que um povo livre será seguido por outros que os unícos dirigentes decidam guerras, que nenhum povo tenha querido.

É provavél que esta justiça dos “Direitos Humanos Naturais”, será adotado por todo o lado e que permitirá de constituir uma “Organização dos Povos Unidos” que acabará com o genocídio em curso, dos poderes da indústria militar e da influência das multinacionais farmacêuticas.

Eu falo dos povos e não das nações, visto que os inúmeros povos vivem fora das nações e estão privadas dos direitos. Eu penso nos Palestinianos, no povo do Congo e também, aos povos da Amazónia,  Indonésia e  África.

É necessário agir rápidamente pois o tempo passa e os dirigentes ilegítimos do país vão aproveitar-se deste verão para preparar as leis que destruirão a França nestes meses seguintes, uma vez que é a prioridade do novo governo e desde  já os primeiros projectos incluem:

  • Uma lei de vacinação obrigatória para benefício da industria farmacêutica ao detrimento da saúde das nossas crianças.
  • Uma lei que introduza pornografia nos programas escolares.
  • A venda de uma grande parte do património restante.
  • A venda da nossa instituição de saúde (Segurança Social) aos laboratórios farmacêuticos et a outras companhias de seguro.

A reacção da população será julgada pelo colapso económico do euro, pelos númerosos atentados, por uma repreenção cada vez mais violenta, pelo surto de uma guerra civil, ou ou por vários destes meios, ao mesmo tempo.

Para derrotar as pessoas mais poderosas do planeta e o plano genocída requer recursos substânciais que só pode vir de uma solidariedade global. Teremos êxito se formos suficientemente apoiados económicamente. Se você compartilha as nossas idéias, pode-nos ajudar a salvar a França com uma doação e enviando este vídeo para vários dos seus conhecidos. Faça-o sem demora, ája imediatamente, visitando o site do Conselho Nacional de Transição (CNT), onde irá encontrar o texto deste vídeo nos diferentes idiomas, o que permitirá que você traduza se quiser adicionar um idioma complementar (todos são bem-vindos).

Obrigado por me ouvir até o fim, obrigado por apoiar-nos para salvar os Direitos Humanos e obrigado pela sua colaboração se traduzir este texto para outra língua para divulgar este vídeo noutros países. Se os nossos recursos são suficientes, o impacto da nossa acção vai chegar rápidamente a todos os países.     

                                                                      Eric  FIORILE